Faço as Palavras Cruzadas do... (pode escolher múltiplas respostas):

7.6.07

Palavras Cruzadas - O meu passatempo de eleição

Quando comecei a fazer passatempos para a Agência Feriaque, aos 21 anos, seria certamente um dos autores de Palavras Cruzadas mais novos. Ao longo destes 17 anos, preocupei-me sempre com a qualidade dos passatempos que produzi. Aliar a qualidade à quantidade nem sempre foi fácil mas penso que o saldo é bastante positivo.
Paulo Freixinho
Ainda sou do tempo da máquina de escrever e da tinta-da-china que servia para pintar os quadrados pretos nas grelhas das Palavras Cruzadas. Cheguei a estar horas em casas de fotocópias para reproduzir desenhos do Popeye em diferentes percentagens de modo a poder utilizá-los nas revistas que chegaram a ser feitas sem o auxílio de computadores, tudo recortado e colado em folhas de papel. Houve tempos em que o volume de trabalho a fazer era tanto, que optei por fazer a barba apenas uma vez por semana para ter mais tempo para os Passatempos. As viagens de barco Barreiro/Lisboa, Lisboa/Barreiro eram aproveitadas para fazer mais qualquer coisita.

Hoje em dia, já não é assim. Veio o casamento, as duas filhas, mais uns anitos e, obviamente, tive que abrandar o meu ritmo de trabalho.

Actualmente trabalho no sótão da minha casa (imagem), vantagens da Internet.
Embora utilize o computador, não prescindo da folha quadriculada, da lapiseira, da borracha e... do dicionário, claro está!
Deixei de fazer alguns trabalhos por sentir não ser possível manter a qualidade e também, confesso, por algum cansaço, que penso ser natural.

Neste momento, pretendo dedicar-me mais às Palavras Cruzadas que julgo terem sido relegadas para segundo plano com o aparecimento do Sudoku.
Hoje em dia, já é possível pôr o computador a criar um problema de Palavras Cruzadas, no entanto, sou da opinião que essa facilidade não é sinónimo de qualidade.
Embora utilize o computador, tenho um dicionário personalizado, feito por mim e que sofre actualizações constantes de modo a melhorar a qualidade dos problemas de Palavras Cruzadas.

Espero conseguir, através deste blog, obter algum "feedback" do meu trabalho, importantíssimo para a minha evolução como autor de Palavras Cruzadas.

Se, habitualmente, faz as Palavras Cruzadas do Diário de Notícias, Público, as Grandes Cruzadas do 24 Horas e as Cruzadas da revista Caras, tem aqui o local ideal para deixar alguma crítica, dúvida ou sugestão que, desde já, agradeço.

Nota: Este post já é antigo. Alguns dos trabalhos atrás referidos já não são por mim criados. Consulte a informação no perfil do blogue (Sobre) para uma informação actualizada.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada

Para mecenas