Faço as Palavras Cruzadas do... (pode escolher múltiplas respostas):

16.8.10

A Cidade e as Serras, de Eça de Queiroz

Para assinalar os 110 anos da morte de Eça de Queiroz fiz uma "pausa" no trabalho e criei estas Palavras Cruzadas inspiradas em algumas das anotações que fiz durante a leitura do romance A Cidade e as Serras.

Paulo FreixinhoAqui ficam as eleitas:

Dispepsia
Endefluxado
Lívido
Sopeado
Surdir
Tipóia

Clique na imagem para ampliá-la e imprima:

Paulo FreixinhoPalavras que mudam com o Acordo Ortográfico:
Actuo: Atuo
Tipóia: Tipoia

Nota: As 46 palavras que preenchem a grelha encontram-se na zona dos comentários, ordenadas alfabeticamente.

Link relacionado:
Fundação Eça de Queiroz

Amplexos e ósculos!...


Tem Facebook?... Gostava que gostasse da seguinte página:.
Livro: Palavras Cruzadas com Literatura
;-)

5 comentários:

  1. AA
    AE
    AIPO
    AJO
    ALEI
    AMEM
    AP
    ATADA
    COMI
    DE
    DISPEPSIA
    DOLO
    DUO
    DVD
    ENDEFLUXADO
    ENO
    EX
    FAVO
    II
    IN
    JACINTO
    LÍVIDO
    MAS
    MI
    MU
    OIRA
    PRÓ
    RIU
    ROO
    SA
    SE
    SERRAS
    SI
    SIM
    SOPEADO
    SORRIR
    SR
    SURDIR
    TIAS
    TIPÓIA
    TORMES
    TUAS
    UE
    UI
    UNO
    VAI

    ResponderEliminar
  2. Gostaria muito de o felicitar pela iniciativa de assinalar, por esta forma, os 110 anos da morte do nosso Eça.
    Tenho completa a sua obra, há mais de 25 anos, numa edição dos «Livros do Brasil». Li a maioria dos seus livros, os mais conhecidos. Pego muitas vezes nas Cidade e as Serras, para ler algumas páginas, já marcadas, de que gosto muito. Nestas férias, além de outras leituras, tenho lido algumas coisas do Eça. E é uma redescoberta fantástica. O jornal I (passe a publicidade) fez acompanhar, grátis, o jornal de Sábado com pequenas publicações do Eça. Há uma carta dele para o Pinheiro Chagas que é uma delícia.
    Também, o D.N. tem vindo a fazer uma coisa semelhante. As publicações do DN deixam muito a desejar, mas eu tenho aproveitado. E, neste caso, reli o Mandarim. Uma pequena história escrita, no entanto, com a mestria que é seu timbre.
    É um escritor extraordinário. O Eça é (como ele disse de Victor Hugo) um Mestre.
    Um abraço
    Joaquim Boavida
    Massamá

    ResponderEliminar
  3. Olá Joaquim,
    Muito obrigado pelo comentário (muito bom, por sinal).
    Assim que terminar esta fase em que me encontro (a trabalhar no meu livro), voltarei a ler mais obras do Eça.
    Abraço,
    PF

    ResponderEliminar
  4. "Os meus meninos" estão a fazer pesquisa sobre esta obra. Vamos ver se também vêm até aqui.
    Bom dia e bom trabalho.

    ResponderEliminar
  5. Olá, Helena,
    Ficaria muito feliz... :-)

    Adorei este livro do qual destaco uma palavra: endefluxado (constipado)

    Bom trabalho e amplexos para os seus meninos... ;-)...

    ResponderEliminar

Pesquisa personalizada

Para mecenas