Faço as Palavras Cruzadas do... (pode escolher múltiplas respostas):

2.9.10

Entrevista à Coquetel

A Coquetel é, "apenas", a maior editora de Palavras Cruzadas da América Latina e, no seu blogue, publicou uma entrevista que me fizeram esta semana.
Foi um prazer e uma honra responder às perguntas que me colocaram.
Aqui fica parte dessa "conversa" sobre Palavras Cruzadas:

Como você se tornou um criador de palavras cruzadas? Como começou essa história?

O gosto pelas Palavras Cruzadas surgiu por volta dos 14 anos. Comprava revistas e um dia resolvi tentar criar as minhas próprias Palavras Cruzadas. Mais tarde, no atelier gráfico onde trabalhei, surgiu a oportunidade de criar uma página de passatempos para uma revista sobre cinema. O atelier fechou e decidi lançar uma revista de passatempos, juntamente com um colega de trabalho. A revista levou-me até à Agência Feriaque, para a qual comecei a fazer passatempos... até hoje... e já lá vão mais de 20 000 passatempos...

Que desafios você encontra na criação de palavras cruzadas?

Procuro que exista sempre um equilíbrio entre o entretenimento e o conhecimento... procuro variar o máximo possível nas palavras que utilizo, o que não é fácil quando se cria um tão grande número de passatempos e com prazos de entrega sempre muito curtos.

O que mais gosta nessa atividade?

Adoro descobrir palavras curiosas, conhecer os seus significados e ter a possibilidade de partilhar essa descoberta com as pessoas que habitualmente fazem Palavras Cruzadas.
Desde que, aos 40 anos, me tornei num “leitor compulsivo”, esse prazer aumentou.

Fugindo do assunto, o que achou da reforma ortográfica? Vi que aborda o assunto com alguma frequência em seu blog

Tema complicado... tento entendê-la... tenho esse dever. Penso que tem coisas positivas e coisas negativas (ou estranhas)... não gosto da perda de alguns acentos e não gosto das duplas grafias. Acho que demorou muito tempo para que fosse posta em prática e agora parece-me um pouco "desajustada"... é uma reforma ortográfica mas as diferenças continuarão a existir entre o Português europeu e o Português do Brasil... e ainda bem... no entanto, ajuda ter uma grafia única, por exemplo: para criar Palavras Cruzadas... mas os enunciados continuarão a ter as suas diferenças...

Entrevista completa:
Por trás das definições (Blog Coquetel)

Amplexos e ósculos!...

2 comentários:

  1. Muitos Parabéns!
    Continuação de muito sucesso para si! :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Reis,
    Obrigado pelo simpático comentário!...
    :-)

    ResponderEliminar

Pesquisa personalizada

Para mecenas