Palavras Cruzadas em papel ou digital?

1.4.14

Aulas de Português

Março foi um mês fora do comum... mesmo.
Nunca pensei ouvir um professor dizer: "Hoje vamos ter uma aula de Português com o Paulo Freixinho, autor de Palavras Cruzadas"... é estranho... mas, claro, muito gratificante ter as Palavras Cruzadas num patamar tão digno... uma honra.
Mas "cada macaco no seu galho" pelo que começo por dizer: "não sou professor"... por vezes apresentam-me como escritor: "não sou escritor".

As escolas com aulas de Português diferentes, inusitadas.

Comecei pela participação na Feira do Livro da Biblioteca Municipal de Ourém onde estive nos Paços do Concelho, com mais de uma centena de alunos do 3.º ciclo, a apresentar o livro "Palavras Cruzadas com Literatura".
Depois, um "pouco" mais perto de casa: Laranjeiro e Cacilhas. Não tenho fotos destas duas sessões mas correram muito bem.
Na Escola Professor Ruy Luís Gomes estive com turmas do 2.º ciclo onde fizemos alguns passatempos do 'Sabe Mais k(que) os teus Pais'.
Na Escola Secundária de Cacilhas-Tejo estive com duas turmas da noite... outras idades. Uma das turmas tinha lido o conto 'A Perfeição', de Eça de Queirós. Levei-lhes um passatempo sobre o conto e fizemos outros passatempos... o passatempo com palavras e definições de crianças de 6/7 anos foi a "estrela da companhia"... passámos momentos divertidos e prometi voltar.
Na última semana do mês, Setúbal e Arouca.
Em Setúbal estive na Escola Secundária D. João II, no espaço da biblioteca, com turmas do 8.º ano. Levei-lhes um passatempo inspirado n'O Conto da Ilha Desconhecida', de José Saramago... fizemos outros passatempos, claro... até fizemos um passatempo sobre a sexualidade.
No dia seguinte estava a sair de casa às 4:45 (madrugada) para apanhar o Alfa das 6:00.
No agrupamento de escolas de Arouca estive com turmas do 6.º e 7.º e correu muito bem... mesmo. Houve tempo para perguntas e até desenhei: "desenha muito bem, acho que devia ter seguido a carreira de desenhador"... disse que não e que esperava que no final da sessão percebessem o porquê.
Tantas sessões atrasaram-me o trabalho todo, é verdade, mas estes momentos já ninguém mos tira.
Resta-me agradecer a todos os professores bibliotecários que me convidam para estas andanças... eu adoro e acho que os alunos também gostam destas inusitadas Aulas de Português.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada

Para mecenas