Faço as Palavras Cruzadas do... (pode escolher múltiplas respostas):

11.3.08

Público: Palavras Cruzadas - Problemas 3105 a 3112

Nas últimas oito Palavras Cruzadas que fiz para o jornal Público, utilizei os seguintes provérbios:
Deus ajuda aos que trabalham
Muito ajuda quem não atrapalha
Onde todos ajudam nada custa
Quem não ajuda, atrapalha

Para títulos de livros, escolhi os seguintes:
Bilhete de Identidade, de Maria Filomena MónicaBilhete de Identidade, de Maria Filomena Mónica

Sinopse:
Num país sem tradição memorialística, no qual as poucas obras que existem representam a justificação de acções pretéritas, Maria Filomena Mónica procura apresentar a sua vida sem glorificações nem lamúrias. Não presume fornecer a Verdade, mas apenas a sua verdade: outros terão olhado as pessoas, os acontecimentos e as peripécias de que aqui nos fala de forma diferente. Num país conservador, católico e hipócrita, o tom cru deste livro poderá chocar. Mas a intenção da autora não foi essa, mas sim a de tentar perceber, e dar a perceber, uma vida, uma família e um país, entre 1902, data do nascimento da sua avó, e 1976, o ano em que, após uma estadia no estrangeiro, regressou a Portugal.

Fonte: Alêtheia Editores

As Horas Nuas, de Lygia Fagundes TellesAs Horas Nuas, de Lygia Fagundes Telles

Sinopse:
Lygia Fagundes Telles, uma das grandes figuras femininas das letras brasileiras foi distinguida em 2005 com o Prémio Camões. As Horas Nuas (1989) é uma história em torno de uma mulher, uma actriz que conheceu a glória e que, sentindo-se envelhecer entra numa profunda crise pessoal. Num luxuoso apartamento em São Paulo, bebe e monologa. Tendo perdido o marido e o amante, mãe de uma filha que não compreende, resta-lhe a empregada que cuida dela, Dionísia, e o gato Rahul, chave importantíssima desta narrativa, com memórias incompletas das suas vidas anteriores e testemunha silenciosa da intimidade e da solidão dos outros. Há ainda Ananta, a enigmática e esfíngica figura da psicanalista, cujo sistemático silêncio a confronta implacavelmente com as suas inquietações. Rosa representa, apenas para si própria, as suas memórias, contando-as e recontando-as sempre de ângulos ligeiramente diferentes, que fazem que nunca se sobreponham, e assim vão impregnando a banalidade do quotidiano e o desarrazoado do delírio de uma magia transfiguradora.

Fonte: Editorial Presença

Quanto aos títulos dos filmes, foram os seguintes:
Casamento Debaixo de Chuva, de Mira Nair
Elogio do Amor, de Jean-Luc Godard

Destaco as seguintes pistas e respectivas soluções:
Árvore espinhosa (acácia) do Brasil, pertencente à família das Leguminosas: Jurema
Adubo (Açores): Buana
Grande cobra venenosa da África e da América do Sul: Mamba
Raça de cão de guarda, de cabeça volumosa, focinho achatado e pêlo curto: Dogue
Relativo a rapariga: Puelar
Chateado (Bras., gír.): Bodeado
Que vê com dificuldade (prov.): Catacego
Peixe seláceo, também chamado raia: Eiroga
Correia dupla que sustenta o estribo: Loro
Conselho de Estado, na Turquia: Divã
Designativo do sulfato de cobre, também chamado vitríolo azul: Lipes
Antiga dança popular, muito animada: Jiga
Comida típica com peixe, azeite de dendê e quiabo (Angola): Calulu
Pilarete que divide verticalmente uma fresta, sustentando a respectiva bandeira ou laçarias: Mainel
A mão esquerda: Sestra
Palhas que ficam na joeira depois de se joeirarem os cereais: Outo
Planta oleaginosa originária de Timor: Camim
Ganho de duas partidas consecutivas ou alternadas no jogo do bridge: Róber
Período em que a doença atinge a maior intensidade: Acme
Livro de orações: Horas
Cada um dos antigos quatro livros sagrados dos Hindus, escritos em sânscrito: Veda
Antiga moeda da antiga Índia Portuguesa: Bazaruco
Anteparo de madeira colocado por fora da janela: Adufa
Vinho muito apreciado, branco e licoroso, da Andaluzia: Xerez
Nome vulgar por que nos Açores e no Brasil se designa o cachalote (cetáceo): Trebola
Quadrilha acrobática de movimentos muito rápidos, dançada só por mulheres: Cancã
Óleo fixo natural: Oleol
Embarcação asiática: Sibar
Antigo fiscal das mercadorias que entravam na cidade: Lealdador
Dialecto indígena de Timor: Nauete
Governador entre os Árabes e Persas: Guazil
Rabeca mourisca de três cordas: Arrabil

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada

Para mecenas